CBN - Podcast

Análise das novidades dos cenários econômicos brasileiro e mundial. De segunda a sexta.
  1. Com tantas concessões, Brasil vai precisar de novas reformas em pouco tempo

    O país corre o risco de passar pelo mesmo problema da Espanha, cujo governo aprovou uma reforma trabalhista desconfigurada depois de ter cedido em vários pontos e onde já existe a necessidade de novas mudanças.
  2. Delações da Odebrecht mostram que país uniu dois dos piores tipos de capitalismo

    São eles o capitalismo de Estado e o de 'amigos'. O primeiro é ineficiente porque o governo não se sai bem na produção de mercadorias e na prestação de serviços, e 40% do PIB brasileiro passa pelas mãos do Estado. O segundo é aquele em que se estabelece uma teia de relações entre as empresas e o governo, ou seja, só obtém contratos aquelas que possuem bons amigos no governo. O resultado disso é corrupção, preços altos e ineficiência da economia brasileira.
  3. Delações mostram que o que vale para empresas é ter 'bons amigos' no governo

    O depoimento de Marcelo Odebrecht deixou claro que tudo o que se pedia ao governo, sendo legítimo ou não, gerava uma expectativa de retorno. Esta é a melhor definição do 'capitalismo de amigos'.
  4. Lava-jato e reformas dominam as pautas política e econômica no país

    A grande questão é saber como o clima político afeta o andamento das votações no Congresso, já que quanto mais instável fica a situação política, menor é a capacidade de articulação do governo e do Congresso. Dessa maneira, diminui a confiança dos investidores e consumidores.
  5. Confiança vai despencar se reformas forem paralisadas

    A abertura de inquéritos na Lava-jato contra políticos pode comprometer o cenário econômico. O ministro Edson Fachin pediu investigação contra 108 pessoas, entre elas nove ministros e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A recuperação da economia e o equilíbrio das contas públicas dependem de votações no Congresso. Sem a reforma da Previdência, por exemplo, só sobra a hipótese de aumento de impostos.